Condenação dos atentados de Bruxelas

A Associação República e Laicidade condena veementemente os atentados de hoje em Bruxelas, como condena qualquer forma de terrorismo ou de violação dos direitos humanos.

A luta contra o terrorismo islâmico deve ser feita sem ilusões quanto à sua inspiração religiosa, sem estigmatizar a maioria pacífica dos muçulmanos e sem vacilações na defesa do Estado de Direito democrático.

A Direcção da Associação República e Laicidade


Debate no «Sextas às 10»

Debate do dia 18 de Março na RTP 3 entre o padre Feytor Pinto e Ricardo Alves, presidente da Direcção da Associação República e Laicidade, moderado por Sandra Felgueiras.


Missas na escola pública

Na sequência de uma investigação do Jornal de Notícias, registaram-se um conjunto de notícias e intervenções públicas sobre a realização de comunhões pascais e outros actos religiosos nas escolas públicas. Várias citam directamente a Associação República e Laicidade. Recorde-se que a Associação já denunciara estas situações numa carta ao Ministério da Educação em Março de


Editorial do Charlie Hebdo: «eu sou a laicidade»

Duas semanas depois do atentado de Paris, a Associação República e Laicidade divulga a tradução para português do editorial do Charlie Hebdo de 14 de Janeiro de 2015, em que Gérard Biard afirma: «todos os que, nesta semana, proclamaram “Eu sou Charlie” devem saber que isso quer também dizer “Eu sou a laicidade”». Editorial do


A Liberdade não morre

Comunicado da Associação República e Laicidade sobre o massacre na redacção da Charlie Hebdo.


Liberdade de Pensamento em 2014 (IHEU)

Relatório «Liberdade de Pensamento em 2014» da International Humanist and Ethical Union.


Rejeitado fim de isenção de IMI e de IVA

As propostas do Bloco de Esquerda (BE) de fim da isenção de IMI e de devolução do IVA das comunidades religiosas foram hoje rejeitadas na Assembleia da República, com os votos a favor do BE e contra das restantes bancadas (no caso do IMI), e com abstenção do PCP e contra das restantes bancadas (no


Bloco de Esquerda propõe fim de privilégios fiscais das comunidades religiosas

O Bloco de Esquerda apresentou propostas para que as comunidades religiosas deixem de estar isentas de IMI e deixem de beneficiar de devolução de IVA. Proposta do BE sobre o IMI das comunidades religiosas Proposta do BE sobre o IVA das comunidades religiosas Reacções nos media «Parlamento não mexe em isenções fiscais religiosas» (Diário de


ARL pede fim da isenção de IMI e da devolução de IVA das comunidades religiosas

A Associação República e Laicidade escreveu aos grupos parlamentares da Assembleia da República, sugerindo que no Orçamento de Estado de 2015 as comunidades religiosas deixassem de estar isentas de IMI e deixassem de beneficiar da devolução do IVA. Carta enviada ao PSD Carta enviada ao PS Carta enviada ao CDS-PP Carta enviada ao PCP Carta


Carta enviada ao Presidente do Parlamento Europeu

Um conjunto de associações laicas, incluindo a Associação República e Laicidade, escreveu ao Presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, lamentando o convite ao Papa Francisco I para falar perante o Parlamento Europeu. Carta enviada ao Presidente do Parlamento Europeu