Vidas Alternativas Edição nº63


vidas-alternativas-05-a.jpg

Vidas Alternativas 62 – 5 de Janeiro de 2007


Começamos este VA com uma conversa a quatro,Margarida Martins, e
Liliana Azevedo da Associaçao das Mulheres Contra a Violência
propósito da segurança dos jovens na internet , com Ines Branco e eu
proprio , pelo VA.

Aproveitando o balanço , passo para Itália, onde, em companhia do
Jorge falamos das últimas” berlisconadas”,ou seja, das gafes que
Berlusconi vai cometendo na sua vida pública, mas, sobretudo,para
referir a muito revolucionaria aprovaçao pelo governo de Romani Prodi,
de uma lei das unioes de facto , para heteros e homos, que se chama
DICO(Direitos dos Conviventi). Obviamente, contra o parecer do
Vaticano,que já se pronunciou através dos bispos , como sendo um
atentado á familia .

Entra depois em cena,a rubrica “O Voo da Aguia” da autoria da escritora
Alexandra Caracol , que nos faz um voo razante por alguns blogues de
tematica cultural.

Mas o prato forte é a grande conversa que mantemos com professor da
universidade federal de Goiás, o sociólogo Luis de Mello, que veio a
Portugal desde Madrid onde está a investigar, para aprofundar os seus
estudos compartivos sobre conjugalidade gay.Ele vem a Lisboa
entrevistar uma série de responsáveis lgbt associativos , e activistas
ligadas a estas questões,e aceitou falar para o VA.

O programa termina com a noticia da vitoria do SIM,no referendo do dia
11 de Fev, e do que ela pode significar,para além da dignificaçao das
mulheres no plano da sua saúde , em termos culturais. Trata-se no nosso
entender, da !ª grande vitoria,entre nós , desde o 25 de Abril sobre a
Igreja tridentina , e a abertura de portas para o seculo XX!.

Agora, há um caminho mais largo para as reivindicações lgbt, que vao
desde o alargamento da lei das unioes de facto, passando pela
legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, até às revoluções
da homoparentabilidade, que ja percorrem toda a Europa civilizada.

Fazemos uma breve alusão à reportagem do “Correio Da Manhã”, de dia 11
de Fev, sobre violência doméstica no casal homossexual, e como
intervalo musical , escolhemos Mireille Mathieu a cantar “La Vie en
Rose”.

O editor do Vidas Alternativas
António Serzedelo

No Comments

Deixar uma Resposta